FECHAR X
Digite aqui a sua busca
s
FECHAR X
(31)99984-8756
(31)2510-6936
regina@reginaribeiroadvogados.com.br
Rua Santo Antônio do Monte, 225
Santo Antônio | CEP 30330-220
Belo Horizonte | MG
(31)99984-8756 | (31)2510-6936 | regina@reginaribeiroadvogados.com.br
Rua Santo Antônio do Monte, 225 - Santo Antônio | CEP 30330-220 | Belo Horizonte | MG

TJDF determina que plano de saúde deve bancar home care de cliente

PUBLICADO EM 15 de julho de 2016

Decisão foi confirmada em segunda instância e não admite novo recurso.
Operadora diz que contrato não cobria serviço, mas vai cumprir decisão.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou que a rede de planos de saúde Cassi deve arcar com as despesas de tratamento domiciliar (home care) de um paciente, com supervisão de técnico de enfermagem de 24 horas. O serviço tinha sido negado pela empresa, sob a alegação de que não havia cobertura contratual. Não cabe recurso no mesmo tribunal.

Em nota ao G1, a Cassi informou que cumprirá a decisão a partir do momento em que for intimada, “mesmo não havendo previsão contratual para cobertura da assistência em regime de home care”. A decisão da 2ª Turma Cível foi unânime.

Segundo o tribunal, “os planos de saúde devem garantir aos pacientes conveniados os tratamentos necessários à plena recuperação de sua saúde, sob pena de se macular a própria finalidade do contrato firmado, além da violação do princípio da dignidade da pessoa humana”.

A ação foi protocolada pela filha do paciente, que classificou a situação do pai como “grave” e listou recomendações médicas para o tratamento domiciliar. Em decisão de primeira instância, o juiz da 3ª Vara Cível de Ceilândia determinou suporte 24h, avaliação semanal de médico e nutricionista e visita diária de um terapeuta ocupacional.

A decisão sujeita a Cassi a multa diária de R$ 500, até o limite de R$ 15 mil, se a medida não for cumprida no prazo. Segundo os desembargadores, “cabe ao médico assistente, e não à operadora do plano, indicar o tratamento adequado ao paciente. Assim, havendo expressa referência à necessidade de um técnico de enfermagem 24h/dia, conforme laudo do médico assistente, imperiosa a obrigação da empresa de saúde no cumprimento da medida pelo sistema home care”.

Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/06/tjdf-determina-que-plano-de-saude-deve-bancar-home-care-de-cliente.html

 

Tags:, , , ,

ARTIGOS RELACIONADOS